Mage

M:tA Chronicles (Jay)


You are not connected. Please login or register

[Genève 19 Rue Saint-Léger] The one true Path (Do)

View previous topic View next topic Go down  Message [Page 1 of 1]

Instead of waiting for his usual "pupils" in the dojo, whoever was willing to join the monk would find him practising his Do stances along with Sshas'kah, in a sluggish but otherworldly sinuous and graceful manner, much like the Familiar herself. He didn't really care for his trainees' punctuality and assiduity: a true believer of the Path would naturally seek to follow it after seeing it's virtue, therefore Xang simply trained, his door literally open to anyone and everyone who wished. His usual blank expression was overcome by one of sincere tranquillity as he meditated through the mantrafied motions of his Art.

View user profile
*Harmony que agora passava grande parte de seu dia a pesquisar actividades na biblioteca adequadas ao jovem Kote, enquanto buscava um modo de ajudar os seus pais, resolve comparecer aos treinos no dojo, como forma de esvaziar sua mente das preocupações diárias.*

*como sempre, Harmony não acorda nas horas que o monge esperaria, mas ainda assim ela se encaminha todos os dias para o dojo logo após despertar, por volta das 10:30 hs da manhã*

View user profile
Quando Harmony se junta a Xang, ele pára a sua sequência, e faz uma curta saudação à maga: "Folgo em ver-te cá, Harmony." De uma forma semelhante ao que fez a Ran e Johannes, ele pede-lhe que se sente: "Ora," Sshas'kah traz-lhe uma toalha e seca-o delicadamente, após ter posto uma toalha para si própria em cima dos ombros: "Nunca me pareceu haver a oportunidade de seres assídua, mas espero que possamos mudar isso." Ele sorri, tirando calmamente a toalha ao seu Familiar para a pousar em cima dos seus próprios ombros: "Primeiro, gostava de saber: o que pensas ganhar daqui? O Caminho é árduo, é um estilo de vida. Nada me faz mais feliz que ter quem me acompanhe nesta viagem, mas gostava de saber as tuas razões." Xang pausa brevemente com uma expiração, o exercício-mantra finalmente mostrando sinais de tonificação e relaxamento completos ao longo do seu corpo. "Sei bem que outros magos têm uma interpretação diferente do que é preciso para crescer, e gostava de saber como crês que vir aqui se encaixa no teu crescimento."

View user profile
*Harmony senta-se também ao modo oriental, como manda a etiqueta desta circunstância, e começa a falar de forma quase vaga.*
-Bem... o meu propósito... já tive tantos propósitos nesta vida, já ansiei tantas coisas e já andei em tantas direcções distintas... Acho que actualmente procuro o conhecimento, seja qual for sua natureza, me interessa conhecer. Conhecer o mundo a minha volta, as diferentes motivações e energias que mantém tudo em suspensão, em andamento, em movimento... Talvez... seja isso uma das coisas que busco aqui. Tenho pouco conhecimento da disciplinas corporais, portanto, acho que este ´um conhecimento que posso aprender consigo Xang.

View user profile
Leif walks into the dojo, dressed and ready for a thorough workout. As he enters the room, he bows to Xang and Sshas'kah in greeting. "Greetings Master. I am here for today's training." He announced, before noticing Harmony was also there. "Well this is new. I never thought you were the kind to train your body, being the bookworm you are." He joked with a smile. Turning back to Xang, he kneels before him, next to Harmony.

View user profile
O monge pondera por um momento as palavras de Harmony, permitindo-se apenas um cordial aceno a Lief quando este chega ao dojo, para poder dedicar-se a processar a resposta da Order of Ecstasy. A essência da resposta pareceu-lhe muito semelhante à de Johannes: conhecimento, sede de saber mais. Mas, semelhante ao Etherite, falava no domínio físico. Isto não surpreendeu Xang, ele próprio durante a maior parte do seu tempo apenas se focou na parte física do Do, na sua capacidade destrutiva, embora ele próprio soubesse que este domíno tanto podia dar força ao seu punho, como à sua voz, mas também a podia adocicar, tanto podia enrijar o seu corpo como o tornar mais em contacto consigo próprio. Estas ponderações sobre a arte podem demorar anos, e é algo que o aluno deve atingir por si próprio, e por isso Xang raramente corrigia os preconceitos existentes sobre as suas capacidades.

Não obstante, aqui se apresentavam estes magos para aprender, e isso mudava tudo. Liu não tinha um dojo reconhecido pela Irmandade, e como tal não podia esperar uma posição na sua hierarquia, mas o conhecimento de si próprio não necessita de reconhecimento pelos pares, e ele estava aqui para corrigir as ideias que qualquer um que estivesse disposto a aprender tivesse sobre esta arte. A sua expressão estoica muda para uma determinada, e começa: Muito bem, reconheces que o conhecimento pode ser mais que mental, mas ele vira-se para Lief, num tom ligeiramente admoestador: qualquer aluno meu já ouviu que o Caminho é mais que conhecimento ou treino físico, é a noção completa e absoluta que do efeito que as tuas ações têm sobre o todo, é uma harmonia entre a mente e o corpo que necessita de dedicação imensa.

Finalmente, ele começa a falar sobre a teoria por trás da sua arte:
Wall of text:
The Eight Limbs of Do

Far more than mere super kung fu, Do also includes study in the eight limbs, or fields of study, that epitomize a well-focused life.

To progress within Do, a devotee must study those limbs as well as the martial applications of that Art.

In game terms, you must have at least two dots in limb related Abilities other than Dharmamukti (see ahead) for every dot in Do.

Before you can add another dot of Do, you must first add two other dots in limb-related fields. To go, for example, from Do 2 to Do 3, your character would also have to learn at least two dots in one of the Abilities on the sidebar. Ideally, he’ll eventually learn at least one dot in all eight limbs.



Eight Limbs of Expertise

According to the Akashic Dharma Sutra, the Way is divided into eight fields of expertise. And although Do is often regarded as a martial art, its devotees recognize that a truly harmonious human being understands at least a little bit about all of them.

These eight limbs are known as:

• Dharmamukti: Unarmed combat techniques of the Dharma Clasped Hand. Both adapting and inspiring other martial arts techniques, this limb comprises the most obvious form of Do, but only one of its many applications.

Associated Abilities: Alertness, Athletics, Do

• Dhyana: The Limb of Meditation, focused upon calming an excitable mind. Refined as a way to escape the clutches of egotism and attachment, Dhyana employs mandalas, the Five Asian Elements, meditative movement practices, and the greater realm beyond Self.

Associated Abilities: Awareness, Enigmas, Meditation

• Jivahasta: The Hand of Life, a study of healing arts and bodywork.

Associated Abilities: Esoterica (Bodywork, Herbalism, Yoga) Medicine (Alternate Healing Techniques), Survival

• Karma: Devotion to humble labor, the perfect focus of small things, and one’s place within an infinite cosmos, epitomized by the saying, “Before enlightenment, chopping wood and carrying water. After enlightenment, chopping wood and carrying water.”

Associated Abilities: Art (all kinds), Crafts (all non-martial specialties), Etiquette

• Prajna: The study of ethics and philosophy. Just as a devotee of the Way refines his body for war, he must also refine his mind with kindness, compassion, and the stillness of perfect harmony.

Associated Abilities: Academics (Philosophy), Belief Systems, Cosmology

• Shastamarga: The Way of Weapons, intended to expand bodily awareness into the tools that extend the body’s reach. By focusing on weapons, the craftsmanship involved, and the awful consequences of their use and abuse, a devotee learns to judge the implications of her own actions upon the greater whole.

Associated Abilities: Academics (Strategy), Crafts (Weaponsmithing), Melee

• Sunyakaya: The Limb of the Empty Body, cultivating the ability to disappear. Based as it is upon the removal of ego through the concealment of identity, this limb has more practical uses as well.

Associated Abilities: Meditation, Stealth, Subterfuge

• Tricanmarga: The Way of the Triple Struggle, balancing out the forces of Dynamism, Stasis, and Entropy (seen as Tiger, Phoenix, and Dragon) within one’s own self and then – by extension – reaching greater harmony with the world beyond that self.

Associated Abilities: Acrobatics, Athletics, Esoterica (Body Control, Yoga)

Acabando a explicação, deixa aos seus alunos um mantra:
To flow, to crash / To charm, to smash
To remove, to deploy / To create and destroy
All this is Truth / All this is the Path

View user profile
*Harmony apenas sorri de volta para Leif após a brincadeira feita por ele*

*Ouvindo com atenção as palavras do monge responde:*
Me desculpe por ter encarado este conhecimento de forma tão simplória. Mas confesso que após ouvir está explicação está arte se torna muito mais interessantes aos meus olhos, por favor me explique mais sobre estes Eight Limbs of Expertise, acho que tenho alguns conhecimentos que me permitirão compreender estes caminhos após a apresentação teórica deles.

View user profile
Leif looked a tad sheepish from Xang's correction, even though he himself was only jesting in what he told Harmony.
He decided to remain quiet and listen to what his Master was explaining to her, internalizing each of the Eight Limbs, their explanations and associated fields of study.
He then took several minutes to compare what he had just learned with what he knew were his own capabilities. He realized that, despite having some understanding of some of the arts associated to the Limbs, he still lacked the necessary knowledge to properly apply them to his study of Do. Realizing his own limitations, he crossed his arms. He had to study more, and above all, with more commitment.

He closed his eyes, taking deep breaths, and repeating the mantra to himself.
"To flow, to crash / To charm, to smash
To remove, to deploy / To create and destroy
All this is Truth / All this is the Path"

Leif finally opened his eyes again and bowed towards Xang, forehead touching the floor. "Master, I don't understand this yet. Maybe a little, but that is but a drop in the ocean. I vow to be more committed to your teachings and discipline." He humbly said.

View user profile
"Em suma," Conclui Xang depois dos seus pupilos interiorizarem a sua explicação e mantra, (Out Of Character: vejam a "wall of text" no post anterior) "Do é mais que uma arte marcial, é um estilo de vida. Os oito ramos podem sobrepor-se nalguns domínios, por serem interpretações diferentes da sua aplicação, e de facto não se espera que ninguém seja capaz de abraçar todos os oito ramos de igual forma, pois isso seria não ter direção. Contudo," O monge ajusta a sua posição, e entrega a toalha de volta a Sshas'kah: "Para verdadeiramente se sentir a essência do Caminho, é necessário ter um entendimento básico de pelo menos um dos domínios de cada ramo, para equilibrar todos os aspetos da vida." Ele sorri: "Procurar equilíbrio na vida dos elementos desta coterie é como tentar encontrar virtude num bordel, e contra mim falo, mas por isso é que Do significa "caminho" e não "destino"." Sshas'kah dá uma gargalhada muda, piscando o olho ao monge, claramente divertida com a piada (que provavelmente veio da sua própria mente e não da de Xang), e ele termina, tocando nas costas de Lief, que se prostrara: "Não é preciso nada disso, essa promessa de disciplina e empenho tens de a fazer a ti mesmo, não a mim. Mesmo não sendo da Irmandade, eu vejo-vos a todos como Irmãos, estamos cá para partilhar as nossas experiências, e ajudar-nos uns aos outros a crescer."

Ele ergue-se, e pede aos outros magos para se erguerem também, apontando para o seu Familiar: "Nalgumas artes marciais, as formas e os estilos são inspirados por animais, pela Natureza. No meu caso, o meu estilo inspira-se na cobra." Gesticulando para Sshas'kah se colocar de frente para os demais, ele desloca-se para a lateral da sala: "A Sshas'kah sabe inatamente o que ser uma cobra significa, e a partilha das nossas mentes dá-me a inspiração que preciso na minha arte, embora este corpo dela não seja capaz de combater como eu." Xang e Sshas'kah fazem uma pequena vénia um para o outro, e o monge dá o tema da aula: "Hoje, ela ajudar-vos-á a compreender um pouco os movimentos e a mentalidade da cobra, como exemplo de uma inspiração possível. Eventualmente, vocês encontrarão a vossa musa, seja ela exterior ou interior, material ou imaterial. Sshas'kah, são todos teus."

View user profile
"Meus, huh?" Sshas'kah lambe os lábios, olhando para os "alunos" de forma quase predatória, mas a sua expressão altera-se rapidamente após uma intervenção mental do monge, e a cobra humanóide toma um ar ligeiramente menos divertido e bastante mais focado e resignado: "Certo, cobras e tal... Bem, é difícil explicar-vos por palavras o que é ser uma cobra, mesmo depois de ter tido essa forma durante tanto tempo." Enquanto falava, a sua respiração, o suave balançar do seu corpo, as acentuações das palavras, tudo era sinuoso e ondulante, de uma forma absolutamente nada natural para qualquer humano normal. "Mas temos de começar por algum lado, por isso fechem os olhos." Ela desloca-se pela sala, os seus passos audíveis, mas de uma leveza tal que o chão debaixo dela não treme, não geme, não protesta, apenas soa com o contacto: "Respirem fundo, um animal não tem preocupações de maior, além da sua sobrevivência. Limpem as vossas mentes, respirem." Os passos da Familiar abrandam, enquanto ela se aproxima dos "alunos": "Nós cobras levamos muito a peito a poupança de esforço: cada movimento tem um propósito, um relaxamento não estorva a ação, mas prepara a ação. Respirem." Ela pára, quase em cima dos seus pupilos, segredando: "Respirem... Relaxem... Respirem..." Sshas'kah continuaria esta palestra até todos entrarem num estado de quase transe, de limpeza da mente.
(OOC: God, does this need a roll?)

GOD EDIT: No roll needed

View user profile
"To flow, to crash / To charm, to smash
To remove, to deploy / To create and destroy
All this is Truth / All this is the Path"

*As palavras ecoam na mente quase vazia de Harmony, neste momento ela se empenha ao máximo para aprender os ensinamentos ali apresentados.*

(Vou rolar Intelligence + Meditation, caso não seja preciso ignorem)

*Quando a amiga Sshas'kah dirige a meditação Harmony prepara o seu corpo como já aprendeu para a pratica da arte do Tai Chi Chuan mas ao mesmo tempo concentra-se no sibilar das palavras de Sshas'kah e ao mesmo tempo que permanece em seu estado meditativo, procura que seu corpo vibre no mesmo silvo da serpente.*



Last edited by Harmony_WhiteRabbit on Mon May 08, 2017 6:22 pm; edited 2 times in total (Reason for editing : acrescentar mais informações)

View user profile

12 Intelligence + Meditation on Mon May 08, 2017 6:47 pm

*Harmony se esforça em limpar a mente e concentrar-se no mantram*

View user profile

13 Intelligence + Meditation on Mon May 08, 2017 6:47 pm

God

avatar
Admin
The member 'Harmony_WhiteRabbit' has done the following action : Dices roll

<hr>'d10' : 1, 5, 7, 9, 4, 3, 9

Success, I will allow Monk to determine outcomes within reason. Keep it tight, we have a whole year to rp, otherwise, take this as an example for the rest of the year's training

View user profile http://rpmage.forumotion.com
Os demais alunos eventualmente chegaram ao nível de limpeza da mente que Sshas'kah lhes pedira, mas Harmony não só o atingiu, como foi a única a conseguir entrar completamente dentro do espírito da cobra: mesmo após vários treinos e conseguindo meditar como era típico de um mago, apenas Harmony conseguiu dar esse passo além, e entrar nesta mentalidade puramente animal. Talvez graças à sua dedicação, ou talvez devido a já ter um conhecimento mais intimo dos maneirismos de Sshas'kah, a Order virada Cult deu por si na mistura de relaxamento e tensão, de descanso e preparação necessárias para abraçar este tipo de inspiração. Todos os outros continuavam demasiado presos à mentalidade humana para aceder ao conhecimento primal em seu redor, mas Harmony, quando se focava no mantra, na atitude sinuosa de Sshas'kah e nas suas técnicas de Tai Chi, conseguia sentir essa essência, ondulando com a sua própria respiração, sendo capaz de quase imitar de forma natural a "inaturalidade" da cobra humanóide, enquanto se mantivesse nesse estado de transe.

Contudo, Harmony estava longe de ser uma artista marcial, por muito que este fosse um passo fulcral para entender o que significava ter uma "musa" no estilo de combate. Depois das várias sessões de treino tanto físico, com Xang, ou mental, com Sshas'kah, Harmony estaria pronta para tentar descobrir a sua própria musa, dando os seus primeiros e importantes passos na longa estrada do Caminho.

Certo dia, Xang interrompeu a aula, notando a facilidade que Harmony agora tinha em entrar neste estado "Harmony. Agora entendes o que é sentir esta inspiração exterior, que nos permeia e nos guia. Quando sentires que essa musa, essa inspiração é a tua, não precisarás mais de entrar em transe, será parte de ti, e guiar-te-á no Caminho. Só tens de a deixar encontrar-te, deixá-la escolher-te, e dar-lhe a mão." Dito isto, Sshas'kah fez exatamente isso, mas com um ar jocoso, contrastando com a seriedade das palavras do monge, e tomou-lhe a mão de tal forma que parecia que as palavras de Xang para ela eram apenas uma piada. Liu não reagiu, e continuou para o resto dos alunos: "Todos vós deverão tentar manter essa abertura da mente, pois se estiverem recetivos, a vossa musa virá. Por muito que vos possa treinar o corpo, agora cabe-vos a vós encontrar a fonte da vossa inspiração, antes que eu vos possa ensinar a deixá-la permear-vos."

View user profile

Sponsored content


View previous topic View next topic Back to top  Message [Page 1 of 1]

Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum